sábado, janeiro 28, 2023
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioColunistasAtenção: Rondônia em 2022 foi registrado mais de 1,1 mil acidentes com...

Atenção: Rondônia em 2022 foi registrado mais de 1,1 mil acidentes com animais peçonhentos; Veja Aqui Como Evitar

Em 2022, mais de 1,1 mil acidentes envolvendo animais peçonhentos foram registrados em Rondônia. Entre as regiões do estado, o Vale do Jamari lidera o ranking, com 263 notificações. As informações são da Agência Estadual de Vigilância Em Saúde (Agevisa).

Os acidentes envolvendo serpentes são os mais recorrentes no estado, com 501 registros do total. Outros animais mais comuns são: Escorpião: 288 casos;  Aranha: 158 casos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, no período chuvoso os riscos da presença de animais peçonhentos na zona urbana aumentam, principalmente em áreas com mata próxima ou regiões com igarapés e córregos.

Veneno sendo retirado de serpentes  — Foto: reprodução/ TV TEM

Veneno sendo retirado de serpentes — Foto: reprodução/ TV TEM

“A água acaba invadindo a toca desses animais e esses animais acabam entrando em contato com o ser humano”, explica o subcomandante do Corpo de Bombeiros de Ariquemes (RO), Tenente Rosset.

Ainda de acordo com o tenente, durante o mês de janeiro a corporação de Ariquemes faz capturas de 6 a 10 animais peçonhentos por dia, em média. Para evitar acidentes, ele faz orientações.

“A gente sempre orienta que mantenha o seu quintal limpo de entulhos, de vegetação alta porque, normalmente, é nessa região que esses animais se encontram. Sempre que se deparar com um animal desse não entre no mérito de ‘se é venenoso ou não é’. Evite o contato, evite capturar esse animal”, aconselha.

Caso alguém encontre um animal peçonhento na área urbana, pode entrar em contato com o Corpo de Bombeiros pelo número 193. O atendimento funciona o dia inteiro.

Em caso de acidente, é necessário procurar ajuda médica o mais rápido possível. Caso a pessoa possua foto ou descrição do animal, facilita a identificação e consequentemente do melhor tratamento.

Por: Jemima Quéren, Rede Amazônica/G1-RO
Esporteenoticia.com

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments