sexta-feira, julho 5, 2024
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioColunistasDefensora pública de Rondônia é denunciada por transfobia: (barbudo de vestido), Defensoria...

Defensora pública de Rondônia é denunciada por transfobia: (barbudo de vestido), Defensoria diz que todas as providências cabíveis estão sendo tomadas

Uma defensora pública de Rondônia foi denunciada por transfobia depois de fazer uma série de publicações e comentários no Instagram. “Detonar a mulher não é crime, mas falar que trans não é mulher é [crime]” e “por que ‘blackface’ é ofensivo e drag queens não?” são algumas das frases escritas pela servidora na rede social.

A denúncia foi feita na Corregedoria-Geral da Defensoria Pública do Estado (DPE-RO) pelo movimento LGBTQIAP+ de Rondônia, representado sobretudo pelos coletivos Somar e Grupo Comcil. Eles também utilizaram as redes sociais para falar sobre o caso.

“Repudiamos veementemente a transfobia praticada e destacamos: enquanto normalizarem ou se omitirem diante de discriminações (disfarçadas de “opinião”) para com pessoas trans e travestis, o Brasil continuará sendo o país que mais mata pessoas LGBTIAP+ no mundo”, consta na publicação.

Publicações

Depois que o caso foi exposto, o perfil da defensora foi desativado. No entanto, os stories, publicações e comentários foram registrados pelos denunciantes antes que ficassem indisponíveis.

Em algumas das publicações, a defensora questiona a presença de mulheres trans no esporte:

“Mulheres concorrendo nos esportes com trans… quem tem mais força física?”, escreve.

Comentários de defensora são denunciados por cunho transfóbico em Rondônia — Foto: Redes Sociais

Comentários de defensora são denunciados por cunho transfóbico em Rondônia — Foto: Redes Sociais

Em outra publicação, ela fala sobre o uso do banheiro feminino, citando um episódio onde uma mulher cis teria ficado com “medo” de frequentar o mesmo banheiro que uma mulher trans.

“O barbudo de vestido que se intitula trans (quando lhe é conveniente), gritou e ameaçou uma mulher negra e grávida que ficou com medo de usar o mesmo banheiro que o ‘trans’”, publicou.

Defensora pública questiona presença de mulheres trans em esportes e banheiros femininos — Foto: Redes Sociais

Defensora pública questiona presença de mulheres trans em esportes e banheiros femininos — Foto: Redes Sociais

A defensora também compartilhou posts e fez comentários que atribuem a identidade de “mulher” ao sexo feminino e outras questões biológicas, além de alegar:

“E posso ser criminalmente responsabilizada pelo que escrevi. Mas se escreverem a mesma coisa sobre mim não é crime. Porque detonar a mulher não é crime, mas falar que trans não é mulher é [crime]”.

Defensora de RO é denunciada por transfobia — Foto: Redes Sociais

Defensora de RO é denunciada por transfobia — Foto: Redes Sociais

Procurada pelo g1, a Defensoria Pública do Estado de Rondônia (DPE-RO) confirmou que a denúncia foi recebida na Corregedoria-Geral da instituição e informou que “todas as providências cabíveis estão sendo tomadas para a resolução da questão”.

A DPE também manifestou repúdio a todo e qualquer comentário ou ato de transfobia e reforçou que tem “compromisso com a Defesa dos Direitos da População LGBTQIA+ e o combate à LGBTfobia”, garantindo “o efetivo acesso à justiça de forma integral, gratuita e humanizada, concretizando direitos individuais e coletivos”.

 

 

Por: Jaíne Quele Cruz/g1-RO
Esporteenoticia.com

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular