segunda-feira, agosto 15, 2022
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioGeralDia 15 de junho termina o prazo para adesão dos municípios elegíveis...

Dia 15 de junho termina o prazo para adesão dos municípios elegíveis na Estratégia de Saúde Cardiovascular

Para promover as ações de prevenção e controle das doenças cardiovasculares, o Ministério da Saúde destina mais de R$ 20 milhões para até 482 municípios elegíveis de todo Brasil. Esses recursos estão em duas portarias publicadas pelo Ministério da Saúde para Estratégia de Saúde Cardiovascular (ECV). Os municípios têm até o próximo dia 15 de junho para concluir a adesão no e-Gestor.

Entre as novas bases legais que estipulam maior suporte financeiro, estão a Portaria nº 1.054, direcionada a municípios com população menor ou igual a 200 mil habitantes, e a portaria nº 1.056, destinada a municípios com população acima de 200 mil habitantes.

Além disso, todos os gestores municipais terão a chance, nesta terça-feira (7), de tirarem suas dúvidas a respeito da ECV em duas reuniões conduzidas pela Coordenação-Geral de Prevenção de Doenças Crônicas e Controle do Tabagismo do Ministério da Saúde, uma pela manhã, voltada para os municípios elegíveis pela Portaria nº 1.056 e outra à tarde, para os municípios elegíveis pela Portaria nº 1.054.

Os gestores municipais poderão contar, ainda, com materiais de apoio ofertados pelo Ministério da Saúde no site da Atenção Primária à Saúde (APS) e também com o instrutivo da Estratégia de Saúde Cardiovascular na Atenção Primária à Saúde, direcionado a profissionais e gestores, disponível aqui.

Estratégia

O objetivo da ECV é promover o fortalecimento de ações para prevenção e controle das Doenças Cardiovasculares no âmbito da APS, com ênfase às condições de Hipertensão Arterial Sistêmica – HAS e Diabetes Mellitus – DM.

O Ministério quer, com a iniciativa, qualificar a atenção integral às pessoas com doenças cardiovasculares e seus fatores de risco na atenção primária e promover o controle dos níveis pressóricos e glicêmicos, o aumento da adesão ao tratamento, a redução nas taxas de complicações, internações e morbimortalidade por DCV. A Estratégia institui recursos a serem repassados a municípios que deverão indicar a Unidade Básica de Saúde que atuará como centro multiplicador para as ações da Estratégia de Saúde Cardiovascular.

Doenças Crônicas Não Transmissíveis

Entre as Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), as Doenças Cardiovasculares (DCV) assumem significativa relevância por se configurarem entre as principais causas de morte, incapacidade e anos de vida perdidos, no contexto mundial e nacional. Elas figuram entre as principais doenças crônicas, assim como importantes condições consideradas fatores de risco para as DCV: hipertensão arterial sistêmica, a obesidade e o diabetes. Entra os principais fatores de risco comportamentais para a DCV estão o comportamento sedentário, a alimentação inadequada, o uso abusivo do álcool, o tabagismo, dentre outros.

 

Por: Ministério da Saúde
Esporteenoticia.com

 

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments