sexta-feira, julho 5, 2024
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioColunistasMandados de prisão são cumpridos no estado de Rondônia: PF identifica envolvidos...

Mandados de prisão são cumpridos no estado de Rondônia: PF identifica envolvidos em atos de vandalismo em Brasília

A Polícia Federal e a Polícia Civil do Distrito Federal deflagraram, nesta quinta-feira (29), uma operação contra suspeitos de participarem de uma tentativa de invasão à sede da Polícia Federal e atos de vandalismo em Brasília, em 12 de dezembro.

Em Rondônia, até o momento, dois suspeitos já foram identificados e são alvos da Polícia Federal nesta quinta-feira. São eles:

  • Ricardo Yukio Aoyama, de 33 anos, em Ariquemes (RO);
  • Joel Pires Santana, de 40 anos, em São Francisco do Guaporé (RO).
  • Samuel Barbosa Cavalcante, 43 anos, de São Francisco do Guaporé (RO).

Cinco mandados de prisão são cumpridos no estado. Até a última atualização desta reportagem, apenas Joel Pires Santana e Samuel Barbosa Cavalcante haviam sido presos.

A PF também cumpre oito mandados de busca e apreensão no estado, sendo estes nas cidades de Ariquemes, Monte Negro, Alto Paraíso e Comodoro, que fica na divisa com Vilhena (RO). O g1 tenta localizar a defesa dos suspeitos.

Durante as buscas na casa de Ricardo, os policiais encontraram uma arma, quatro carregadores e diversas munições. Nas redes sociais, o suspeito se identifica como apoiar do presidente Jair Bolsonaro e é ligado a grupos extremistas.

PF e da Polícia Civil prendem bolsonaristas radicais envolvidos em vandalismo no DF
PF e da Polícia Civil prendem bolsonaristas radicais envolvidos em vandalismo no DF

O g1 apurou que Joel Pires Santana, de 40 anos, trabalha como juiz de paz no cartório de São Francisco do Guaporé (RO) e se apresenta também como pastor de uma igreja na cidade.

A TV Globo apurou que, entre os alvos, estão bolsonaristas que frequentavam os atos no Quartel-General do Exército, no Setor Militar Urbano (SMU), como Joel, ou que patrocinavam os atos, como Ricardo, que é suspeito de comprar combustíveis.

Os crimes investigados são de dano qualificado, incêndio majorado, associação criminosa, abolição violenta do Estado Democrático de Direito e golpe de Estado, cujas penas máximas somadas atingem 34 anos de prisão.

Além de Rondônia, as ordens judiciais de busca e apreensão e de prisão, expedidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no Distrito Federal também são cumpridas no Pará, Mato Grosso, Tocantins, Ceará, São Paulo e Rio de Janeiro.

Juiz de paz é preso em RO por patrocinar vandalismo de bolsonaristas
Juiz de paz é preso em RO por patrocinar vandalismo de bolsonaristas

 


Por:
g1/RO
Esporeternoticia.com

 

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular