quinta-feira, dezembro 1, 2022
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioColunistasMP-RO denuncia grupo que desmatou mais de 2 mil hectares de parque...

MP-RO denuncia grupo que desmatou mais de 2 mil hectares de parque estadual e requereu que sejam condenados a pagar cerca de R$ 98 milhões por danos ambientais

Seis investigados na Operação Canaã – 7ª fase – Anomia foram denunciados pelo Ministério Público do Estado de Rondônia (MP-RO) nesta terça-feira (25), por causa de seus “significativos crimes contra o meio ambiente”.

O grupo é apontado como uma organização criminosa armada que atua principalmente nas cidades de Nova Mamoré e Porto Velho, na região do Distrito de Jacinópolis. Nesses municípios está localizado o Parque Estadual de Guajará-Mirim e sua zona de amortecimento, que é a área no entorno da unidade de conservação.

As investigações apontam que a organização criminosa denunciada comercializou lotes do parque e da zona de amortecimento como se fosse uma terra particular, sendo que a região é de domínio do Estado.

Os investigados foram denunciados pelos seguintes crimes:

  • organização criminosa
  • por causar dano à Unidade de Conservação e
  • de invasão de terras públicas.

O MP também demandou que o grupo seja condenado a pagar cerca de R$ 98 milhões por causa do dano ambiental causado em mais de 2,3 mil hectares do Parque Estadual Guajará-Mirim.

A ação foi movida por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Guajará-Mirim e dos Grupos de Atuação Especial do Meio Ambiente e Urbanismo (Gaema) e do Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

 

Por: G1-RO
Esporteenoticia.com

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments