quinta-feira, fevereiro 22, 2024
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioColunistasNesta terça (21), Justiça espanhola negou recurso de Daniel Alves pelo alto...

Nesta terça (21), Justiça espanhola negou recurso de Daniel Alves pelo alto risco de fuga para o Brasil e o jogador segue preso negando acusação

A Justiça da Espanha negou recurso da defesa do jogador brasileiro Daniel Alves e decidiu nesta terça-feira (21) que ele deve seguir em prisão preventiva por risco de fuga elevado. Alves nega a acusação.

Alves é acusado de ter estuprado uma espanhola de 23 anos em uma boate em Barcelona no fim de dezembro. Ele nega, mas no fim de janeiro a Justiça acatou um pedido da Promotoria para mantê-lo em prisão preventiva. Ele está preso há um mês.

Conforme reportagem do g1 na semana passada, o risco de fuga foi o principal argumento dos juízes para mantê-lo preso enquanto aguarda resolução do caso.

Os juízes, no entanto, entenderam que as garantias não excluem a possibilidade de que o brasileiro possa fugir para o Brasil. Para isso, alegaram que:

  • residência principal de Daniel Alves é no Brasil
  • Ele tem uma série de negócios em território brasileiro
  • Ele possui ainda condições financeiras de alugar um avião para deixar a Espanha sem os controles tradicionais dos aeroportos

A defesa de Alves, encabeçada por um dos principais advogados cirminalistas do país, estava confiante de que o recurso seria positivo para o jogador. Os advogados contaram à imprensa espanhola que o texto do recurso desarmava os principais argumentos da acusação e da Promotoria de Barcelona.

No fim de semana, se soube que um dos três juízes que julgariam o recurso é Eduardo Navarro, um conhecido magistrado espanhol que tem por estilo negar pedidos de prisão preventiva. Navarro costuma defender que acusados aguardem processos em liberdade.

Prisão de Daniel Alves: entenda como funciona a investigação na Espanha

Prisão de Daniel Alves: entenda como funciona a investigação na Espanha

A denúncia, em trâmite na Justiça da região da Catalunha, foi feita por uma mulher que estava na mesma festa de Alves, em uma boate da cidade, no fim de dezembro.

Ex-lateral do Barcelona e convocado para a seleção na Copa do Catar de 2022, Daniel Alves negou a acusação. Dias depois, no entanto, confrontado com novos indícios em depoimento à polícia, ele admitiu ter tido relações sexuais com a mulher, mas alegou terem sido consensuais.

Alves foi então detido ainda durante o depoimento. O brasileiro saiu do depoimento em um carro da polícia, que o levou a uma sede da Justiça, onde ele ficou sob custódia judicial.

.
.
.

Por: G1
Esporteenoticia.com

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments