quinta-feira, dezembro 1, 2022
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioColunistasPolícia Federal encontra arsenal de armas e munição na casa do ex-deputado...

Polícia Federal encontra arsenal de armas e munição na casa do ex-deputado Roberto Jefferson

Preso após atacar policiais federais com tiros de fuzil e granadas, o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) mantinha um farto arsenal de armas e munições na casa onde mora, na cidade de Levy Gasparian, interior do Rio de Janeiro.

Os armamentos foram encontrados por agentes que cumpriram mandado de prisão expedido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes. Nas imagens obtidas pela coluna Na Mira, é possível visualizar munição de treino e até mesmo de fuzil 556. Duas armas também aparecem nas gravações. Confira:

Jefferson está preso no presídio de Benfica, no Rio de Janeiro, desde a madrugada desta segunda (24/10). Durante oito horas, no domingo (23/10), ele negou se entregar à PF e, da sua casa, disparou pelo menos 20 vezes e ainda jogou granadas contra os agentes. Estilhaços do artefato atingiram o delegado Marcelo Vilella e a policial Karina Lino Miranda de Oliveira. Eles receberam atendimento médico no hospital e, em seguida, foram liberados. Somente às 19h, após negociação, o ex-deputado desistiu.

Gravações registram o momento em que a viatura recebeu mais de 20 tiros. Segundo a corporação, o delegado e a policial ainda foram recebidos com um ataque de granadas. Mais cedo, nas redes sociais, o ex-deputado afirmou que não atirou nos agentes da Polícia Federal do Rio de Janeiro “para pegar”.

Jefferson cumpria prisão domiciliar em Levy Gasparian, após ser preso em Bangu, em 2021, no âmbito do inquérito que investiga atos de “organização criminosa, de forte atuação digital e com núcleos de produção, publicação e financiamento político com a nítida finalidade de atentar contra a democracia e o Estado de Direito”. Por ter descumprido diversas medidas, como receber visitas, usar redes sociais, continuar compartilhando fake news e seguir atacando o STF e seus integrantes, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou a volta do ex-parlamentar à prisão.

A gota d’água veio depois de o político usar as redes sociais da filha para xingar a ministra Cármen Lúcia. A negociação para a rendição de Jefferson começou ainda pela manhã. Somente às 19h ele entrou no carro da PF para ser conduzido à superintendência no Rio e, depois, ao presídio de Benfica.

Vídeo obtido pela coluna Na Mira, do Metrópoles, mostra o momento da negociação de uma equipe da Polícia Federal com o ex-deputado. Entre as pessoas presentes na casa de Jefferson, estava o padre Kelmon (PTB), candidato à Presidência nas eleições deste ano no lugar de Jefferson.

Assista ao vídeo:

 

Por: Mirelle Pinheiro, Carlos Carone/Metropoles
Esporteenoticia.com

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments