domingo, setembro 25, 2022
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioEscolhas do EditorFicou no segundo lugar do Campeonato Brasileiro a Seleção rondoniense de karatê...

Ficou no segundo lugar do Campeonato Brasileiro a Seleção rondoniense de karatê com delegação de 80 atletas de academias do interior do estado

A Seleção Rondoniense de Karatê representou o estado no Campeonato Brasileiro da modalidade que foi realizado em São Paulo. O sensei Everton Beatto foi o escolhido como treinador dos atletas pela Federação Estadual de Karatê Interestilos de Rondônia (FEKIR).

Ao total, foram atletas para as disputas cerca de 80 atletas, de Cerejeiras, Colorado do Oeste, Corumbiara, Vilhena, Cacoal, Rolim de Moura, Ji-Paraná, Porto Velho, dentre outras cidades.

A equipe ficou em segundo lugar geral, atrás apenas de São Paulo, com 14 ouros, 15 pratas, e 26 bronzes, no somatório foram conquistados. 55 conquistas ao total. Beatto conversou com o ge.globo/ro sobre o desempenho e acredita que ficaram coisas boas da competição.

– O aproveitamento foi mais que positivo. Um atleta quando busca conhecimento. É uma sequência que o atleta tem que percorrer nível de academia, estadual e o sonho maior, nacional, que seria o Brasileiro. Você imaginar que atletas de tão longe. No sentido de você imaginar Rondônia.

Cerejeiras que já é o extremo de Porto Velho aí, você ter tão pouco apoio. Se não fosse os patrocinadores, esses alunos não teriam a chance mínima de ir nesses campeonatos e eles irem num campeonato de nível brasileiro e com atletas de nível mundial. E você trazer alunos de projetos sociais, dos quatro meus que tiraram dois campeões, dois vice-campeões são de projetos sociais.

Isso é um fato marcando para a Academia Budô de Cerejeiras e também pra como atletas. E eles buscaram isso durante anos, o treinamento e hoje você olhar num pódio e analisar que você tem atletas dentro da tua academia com nível nacional. E muito gratificante tudo isso – analisa.

Quadro geral de medalhas no Campeonato Brasileiro de Karatê, em São Paulo — Foto: Divulgação

Quadro geral de medalhas no Campeonato Brasileiro de Karatê, em São Paulo — Foto: Divulgação

– O que fica da competição é uma clareza da batalha interna de cada um, da sua cobrança, do seu aprimoramento, da sua vontade de crescer e o brilho no olho de cada um deles que trouxeram seus pódios. De alguns dizer assim: “Sensei eu não tô acreditando que eu sou campeão brasileiro ou outro que eu sou vice-campeão brasileiro”.

E eles virem pra academia já igual ontem, chegaram cansado de viagem, foram treinar de noite ainda, depois de uma hora que chegaram de viagem de São Paulo. Isso vem o aprendizado o quê? O que fica da competição? Aprimoramento, eu tô em evolução o tempo todo. Então, eles voltaram com uma vontade imensa de evoluir um pouco mais. Pra quem sabe ai em 2023.

Mundial na Escócia. E isso é o aprendizado. O que fica é o reconhecimento. De cada um dos atletas, do pai, da mãe, da academia, dos patrocinadores e ver o brilhantismo de cada um desses alunos – afirma.

Eduardo Paulino, campeão Brasileiro em kumite individual e vice-campeão Brasileiro em kumite revezamento — Foto: Arquivo Pessoal

Eduardo Paulino, campeão Brasileiro em kumite individual e vice-campeão Brasileiro em kumite revezamento — Foto: Arquivo Pessoal

É o caso de Eduardo Paulino. Ele foi Campeão Brasileiro em kumite individual e vice-campeão Brasileiro em revezamento na mesma categoria. Paulino exalta o treinamento como diferencial para obter os resultados e vislumbra as disputas a nível mundial.

– Assim foi muito gratificante. A gente, no campeonato de nível tão alto, como o Brasileiro, conseguir, fazer uma posição boa. É muito treino. Bastante dias de treino junto com o pessoal aqui de Pimenteiras, da Academia de Cerejeiras também.

Assim é muito gratificante. Eu também fui classificado agora, pra fase mundial que acontecerá na Escócia, em julho de 2023 agora. Os competidores lá em alto nível. Tanto no brasileiro quanto agora no mundial. Gratificante pra mim, representar o município que também deu o apoio pra eu conseguir fazer essa viagem – conta.

Atletas de Karatê de Corumbiara são medalhistas no Campeonato Brasileiro em São Paulo — Foto: Divulgação

Atletas de Karatê de Corumbiara são medalhistas no Campeonato Brasileiro em São Paulo — Foto: Divulgação

Dentre os atletas da etapa nacional, de Corumbiara, participaram nomes como Ana Carolina Fernandes de Souza, Alysson Emanuel Souza Marinho e Cleiton Henrique Machado de Souza. Individualmente, Alysson Emanuel, se destacou que foi Campeão em Kumite individual, Vice-Campeão em kata individual e vice-campeão em Kumite revezamento.

– Motivo de muito orgulho para a cidade de Corumbiara, que foi tão bem representada neste evento nacional realizado na cidade de São Paulo e esses meninos e meninas fizeram bonito, parabéns aos nossos atletas, sensei Aparecido Ferreira e Nilton Anderson da Associação Nakayama do município de Colorado do Oeste e professor Luciano pela parceria, secretaria de assistência social, familiares e todas as pessoas envolvidas nesse lindo projeto – afirmou o prefeito Leandro Vieira.

 

Por: Juan Rodrigues/Ge-PVHRO
Esporteenoticia.com

 

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments