quinta-feira, abril 25, 2024
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioColunistasVizinho que atraiu vítima com pretexto de vender uma pia e estuprou,...

Vizinho que atraiu vítima com pretexto de vender uma pia e estuprou, matou e escondeu corpo em um armário, foi condenado a 31 anos de prisão, em Ji-Paraná

Vanderson de Freitas, acusado de estuprar, matar e esconder o corpo da vítima Ângela Maria Silva Duarte dentro de um guarda-roupa, foi condenado pelo Tribunal do Júri a 31 anos de prisão em regime inicialmente fechado em Ji-Paraná (RO). O assassinato aconteceu quando o acusado realizava serviços de reparo na casa da vítima.

Vanderson foi levado ao banco dos réus na semana passada, após ser denunciado pelo Ministério Público por homicídio qualificado, estupro e ocultação de cadáver.

Segundo consta em processo, em 5 de janeiro do ano passado, o companheiro de Ângela chegou em casa e não encontrou a mulher. A motocicleta da vítima estava na residência, e a porta da casa estava aberta.

   

Diante da desconfiança, o marido decidiu ir até a casa do vizinho, que seria a última pessoa a ter contato com Ângela, pois ele estava fazendo trabalhos de reparos nos móveis. Na primeira tentativa de contato, o vizinho não atendeu.

Preocupado, o marido decidiu acionar os familiares para procurarem Ângela nas imediações de onde moravam em Ji-Paraná. Os parentes tentaram novamente conversar com o vizinho, e o acusado desta vez abriu a porta e disse não saber onde a vítima estava.

Após registrar o boletim de ocorrência, na tarde do mesmo dia, o companheiro de Ângela conseguiu entrar na residência do acusado e então o encontrou o corpo da mulher, nua, dentro do guarda-roupas de Vanderson.

   

Vanderson havia fugido, momentos depois de cometer crime, mas foi preso dois dias depois em uma fazenda em Mato Grosso. Foi descoberto no curso da investigação que o suspeito atraiu a vítima até sua casa com o pretexto de vender uma pia. Depois ele estuprou e asfixiou Ângela até a morte.

O Tribunal do Júri reconheceu na semana passada a culpabilidade do acusado na morte de Ângela e o juiz Valdecir Ramos de Souza, da Comarca de Ji-Paraná, sentenciou Vanderson a 31 anos de prisão em regime inicialmente fechado.

 

Por: G1/Rondônia
Esporteenoticia.com

 

   
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments